Não compre. Adote! Ao menos que saiba exatamente o que está fazendo.

Não compre. Adote! Ao menos que saiba exatamente o que está fazendo.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Não compre. Adote! Ao menos que saiba exatamente o que está fazendo.

Vou abrir uma discussão hoje. Não entrarei em extremismos como “nunca, jamais, never, compre” e nem defender a adoção como o método mais correto. Eu quero defender o que considero uma parte da POSSE RESPONSÁVEL, e gostaria de levantar algumas questões e experiências pessoais quanto a compra de um animal de raça e animais comprados em petshop.

Quem não fica babando por Pugs, Huskys, Corgis, entre outros? Acho que todo mundo sonha em ter um desses em casa.
Mas vocês sabiam que segundo matéria no JusBrasil (link) temos mais de 30 milhões de animais abandonados? Não? Pois é, é MUITO animal esperando uma cama quentinha para dormir, uma casa e uma família para amar. E quem realmente ama os animais não consegue olhar para esses números e não sentir uma dorzinha no coração -pelo menos eu acho- . Se eu pudesse, pegava todos e ficava com eles em casa. Mas não posso, Se adotássemos pelo menos UM animal de rua, já ajudaríamos e muito esses números, e por favor, animais castrados!

Mas enfim, não é disso que quero falar. Eu quero falar do lado de comprar um animal, mas compra-lo de forma correta.

Por que se compra um animal de raça? Por que gostamos da aparecia, por que podemos prever seu tamanho, prever sua personalidade, comportamentos e possíveis problemas de saúde que o animal possa ter. Enquanto um SRD filhote é muito difícil de se saber e se não houver um trabalho integrado da ong que cuida do animal abandonado, não temos como saber esses parâmetros e eles são SIM parâmetros que definem se uma família responsável vai ter o animal ou não. Afinal, um Husky em um apartamento pequeno não dá certo, ao menos que tenha uma pessoa para gastar a energia dele, que é MUITA por ele ser um animal de caça e puxar trenós. Entende onde quero chegar? E se levarmos para casa um animal que precisa de altos gastos de energia e os donos por exemplo, passam 12h por dia fora de casa, teremos um animal que vai sofrer, vai ficar estressado, que apronta e pode a longo prazo ficará doente e isso fará que os donos procurem outro lar ou até o abandone ! E gente, todo mundo sai sofrendo/perdendo nessa. De outro lado, temos o Spitz Alemão, que mesmo em suas versões grandes, não necessita de um gasto alto de energia e pode se dar muito bem com qualquer dono que atenda essas necessidades.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Não compre. Adote! Ao menos que saiba exatamente o que está fazendo.

Enfim, tendo um animal de raça, podemos ter previstos todos esses fatores, logicamente existem exceções… E exceções criadas especialmente por más criações. Sim, onde eu quero chegar?

Um criador SÉRIO de uma raça além de fazer um selecionamento genético das melhores matrizes, significando que ele evita que certas doenças surjam, gasta nestes animais as melhores rações, as melhores vacinas (geralmente importadas), os melhores veterinários. Tudo do bom e do melhor é investido nesses animais, não só para “entregar um produto de qualidade”, mas para evitar que eles fiquem doentes ou desenvolvam problemas futuramente que poderiam ser evitados com uma boa seleção e tratamento. Além de manter fiel os padrões de raça, o que garante comportamento, personalidade e principalmente a aparência. E uma pessoa que queira essa raça pelo seu comportamento por exemplo, vai ter um animal do jeito que espera que ele seja. Um criador ama esses filhotes também, se importa e quer vê-los se desenvolverem sem problemas.

Por isso entramos no que eu falo “Compre sabendo o que está fazendo”, por que? Por que apenas um criador realmente sério garante todos esses fatores citados. Apenas um criador sério vai garantir que seu animal não tem problemas que podem ser evitados e que você (o dono) e o animal não irão sofrer futuramente. Por que nós, como donos, sofremos junto do animal também. E não queremos que nosso pequeno “bebê” sofra, sendo que podia ter sido evitado! Por isso, quer um animal de raça? Pesquise, pesquise, pesquise, procure um canil registrado, que tenha boas referências, vai lá conhecer, vai la conversar, conheça as matrizes, os donos, conheça tudo! Só assim você levará um animal que seja realmente saudável.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Não compre. Adote! Ao menos que saiba exatamente o que está fazendo.

Ah, mas e os PetShops? E as feiras de compra? Não! Eles não garantem nada! Você só vê o animal lá na vitrine e fim. Um criador responsável não vai manter os animais em grades ou cubículos. Vai mante-los soltos como animais, não objetos de venda. Quantas atrocidades já não vimos por causa de petshops e criadores que não prestam? Novamente, pesquise antes de comprar.

E se não tiver paciência, não tiver dinheiro para investir num animalzinho BOM, não compre de outros lugares por que é metade do preço. Guarde esse dinheiro e adote! Você vai fazer um animal muito feliz e usará esse dinheiro para seus cuidados.

Inclusive eu sou muito mais adotar se o sonho/desejo de um animal de raça não foi assim tão grande ou não fizer diferença. Você vai poder guardar esse dinheiro para o novo animal e vai ter igualmente as mesmas recompensas e momentos felizes.

E sempre, SEMPRE, tenha uma posse responsável (leia mais AQUI). É uma vida a qual estamos lidando, vamos trata-la da melhor forma possível.

Falando da minha Experiência


Eu tenho uma cadelinha, uma Schnauzer Miniatura de 13 anos de idade. Ela foi comprada em um petshop por impulso e esse foi um grande erro em parte. Embora ela tenha nos dado muuuitas alegrias e boas memórias tem o outro lado que ela sempre sofreu por problemas que poderiam ter sido evitados se o canil que a gerou fosse responsável.

Logo que ela chegou em casa, pouco tempo depois, ela teve problema nos rins que nos deu dor de cabeça, além do sofrimento. Ela viveu a base de uma ração especial para tratar desse problema. Além dela desde pequena sofrer com pequenos tumores benignos, que volta e meia deve-se entrar em cirurgia para retira-los por abrirem e inflamarem. Também era possível de se evitar. Ela tem problemas de pele desde sempre, como alta alergia a pulgas e dermatite seborreica, necessitando de banhos semanais com produtos especiais e volta e meia uma visita no veterinário por coçar tanto que abre ferida. Ela não vive sem coceira, desde sempre e vai continuar pois é crônico. Ela também tem otite crônica, então todo mês quase, é mais uma visita ao vet para tratamento.  No olho direito desenvolveu-se uma catarata , e seu olho esquerdo secou por falta de lubrificação, então hoje em dia ela é cega. Descobrimos recente também, um quadro de Hipotireoidismo, que poderia explicar uma boa parte dos problemas. Além de tudo, ela sempre ter uma personalidade alterada e diferenciada. Enquanto um Schnauzer é descrito como uma raça enérgica, fiel, brincalhona, carente e companheira. A minha é o oposto, se eu pudesse descrever, ela é um gato em pele de cachorro. É independente, geniosa, vingativa, só aceita carinho na hora que ela quer, além de ser mal-agradecida e enjoada. Desde pequena tem um medo absurdo de vassouras, além de ter problemas para ficar sozinha e odiar outros cães e crianças. Agora que está mais velha, muitos comportamentos sumiram e deram espaço para uma cachorra que dorme o dia todo e é indiferente com tudo e com todos.

Enfim, quanto a problemas de saúde e tanto sofrimento para ela, podiam ter sido evitados se ela tivesse nascido em um canil bom e que se importasse e não perpetuar esses problemas e problemas de comportamento, alguns eu tenho culpa e tem outros que ela já tinha antes de vim para cá, nisso você pode tirar suas próprias conclusões.

Tenho experiências também de compra de pássaros em petshop. Eu tive várias calopsitas que comprei em petshops ou agropecuárias e praticamente todas tiveram problemas, ou vieram doentes ou desenvolveram alguma coisa. Hoje em dia eu tenho apenas uma que comprei em agro, e a outra (eu tenho 2 calôs) eu comprei em criador. E sério, dá para perceber a diferença comparando as de petshop com a de criador. A que comprei em criador é muito mais robusta, com penas brilhantes e mais bonita que as que eu tive de petshops. Também tenho periquitos na mesma situação. Os de petshop sempre foram menos saudáveis que os de criador.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Não compre. Adote! Ao menos que saiba exatamente o que está fazendo.

Enfim, espero que entenda a onde eu quero chegar. Adote, sempre tenha em mente adotar um animal. Mas se realmente não quiser, compre de um lugar que seja realmente bom, que se importe, que dê tudo do melhor e se preocupe com a saúde da matriz e das ninhadas. Pegue um canil conceituado e de referência. Não compre por impulso e em petshops ou feirinhas. Você estará evitando que esse tipo de comercio e criação errônea continue. Para início de conversa, NÃO vá a esse tipo de lugar, por que é realmente difícil sair de lá se uma empatia, uma paixão for criada a primeira vista por um animal. Vá em uma feirinha de adoção então. Se a paixonite ocorrer, não o leve de primeira, nem que tenha que pagar para reservar, conheça o canil/ong que o animal vem, conheça o dono antes de tomar a decisão (isso serve para ambos os casos). É uma decisão que você levará para o resto da vida do animal. E dói ver ele sofrendo, dói saber que esse sofrimento poderia ser evitado, você sofre, você chora, e eu não estou levantando o custo dessa ‘brincadeira’.

Finalizando: Não compre. Adote! Ao menos que saiba o que está fazendo.

6 thoughts on “Não compre. Adote! Ao menos que saiba exatamente o que está fazendo.

    1. Eu também fico. É uma pena que não dá para levar todos para casa né? Meu sonho é ter muita grana e uma casa beeem grande para pegar todo mundo pra cuidar <3 .

      Meu pai até brinca comigo "Acho que um dia eu chegarei em casa e vou encontrar um habitante novo nela" haha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *