United Week – Série de Livros: Os Bridgertons

United Week – Série de Livros: Os Bridgertons

Ta aí uma coisa que eu nunca fiz no blog: falar de livros. Embora eu tenha super o habito de ler e volta e meia estou dando prejuízo para o bolso com livros e mais livros.

Mas hoje… Hoje falarei de um livro, ou melhor, uma série. Afinal é o segundo tema do United Week, do grupo United Blogs. E o tema do segundo dia é: livros. Deveria ser postado na segunda, dia 22/11, mas eu ando super doente e as coisas andam meio difíceis esses dias. Mas postando cedo ou tarde, tô postando.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - United Week - Série de Livros: Os Bridgertons

Bom! Vamos falar da série. Como o título do post fala, é da série Os Bridgertons da Julia Quinn. Não irei falar dos livros individualmente, mas irei falar deles como um todo.

Eu peguei para ler essa série como uma forma para passar o tempo, já que eu estava na casa dos meus sogros e meu namorado estuda de noite, então do período das 18 as 23 eu ficava… Bem… Mofando. Então nada como ocupar a mente. Comecei com um livro, dois, três, então em 15 dias eu já tinha lido 6. Eu estava lendo em média um por dia, só que para não ficar sem eu me segurava e lia um a cada dois dias. Isso é muito, né nom?

Bom! Falando dos livros.

Os livros são simples, curtos, indo pra médio. Com média de 300 páginas. Então é possível se ler em um dia, normal. É uma série de 8 livros, porém temos um 9º que é um prólogo e um 10º que não temos no Brasil ainda. Acho que não é mais uma série de 8 livros, mas ok. HAHA

Ah! Os livros foram lançados pela Editora Arqueiro. Eu adoro essa editora por que para mim ela virou referência para romances de época, já que Os Bridgertons não é o primeiro e nem o último livro dessa categoria que essa editora lança. Quando eu quero livros desse tipo eu recorro a eles por que sei que vão ter!

Quer ver o primeiro post da série?

A história de Os Bridgertons acontece no final do século 18, indo pro século 19 em Londres e posso dizer que uma característica que eu gostei muito nessa série, é que a história narrada é bem fiel á acontecimentos, cultura e hábitos da época e lugar. A autora fez questão de ter uma base sólida para a criação dos personagens e da história. Inclusive, o que eu adorei, há uma boa aplicação das hierarquias que eram utilizadas na época. Até pequenas doenças que aparecem ao decorrer foram bem pesquisadas.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - United Week - Série de Livros: Os Bridgertons

A série é um romance de época. Ponto. E pelo que nome já indica, aborda uma família chamada Bridgertons. Família o qual é bem influente no seu meio. Ah, e essa família é de 9 integrantes: A mãe, Violet Bridgerton e seus filhos: Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloiese, Francesca, Gregory e Hyacinth. Ou seja 8 irmãos (que curiosamente tiveram seus nomes dados de acordo com o nascimento e as letras do alfabeto), o que gera os 8 livros. Sim, cada livro é para um irmão, seguindo a ordem de casamento deles.

Então cada livro conta a forma e com quem cada um dos irmãos se casou.

Pra falar a verdade eu achei bem clichêzinho em algumas partes relacionadas ao romance especificamente. Reações, o sexo (sim, o livro tem sexo), o desenvolvimento do casal até o casamento chega a ser previsível depois do segundo livro. Mas nada que estrague a leitura, pois cada desenvolvimento de história e personagens é diferente e é isso que gera a curiosidade e a vontade de ler mais. E a história vai saindo do clichê quanto mais vai avançando os livros, acho que conforme os lançamentos foram dando certo, a autora se sentiu a vontade para arriscar.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - United Week - Série de Livros: Os Bridgertons

É uma leitura leve, tranquila, alegre, é bom para pegar, ler, e passar o tempo, por que você não precisa de um entendimento ou um aprofundamento grande para que haja entendimento da história. Tem horas que você ri, sorri, sente raiva, enfim, geralmente você passa mais por sentimentos positivos que negativos. E durante a história você vai se deparando com personagens que estão presentes em todos os livros e vão aos pouquinhos tomando um espacinho no seu coração e sendo desenvolvidos a ponto de no último livro você dizer “eu amo esse personagem e conheço ele totalmente”.

Mas sério, o que me prendeu mais a história foi a clareza e dedicação que a autora teve para reproduzir os costumes da época, e eu adoro esse tipo de coisa, desde o habito de cortejar, os podes e não podes, tudo. Eu amei o cuidado da autora nessa parte.

Outra coisa que achei legal é a passagem do tempo nos livros. Para vocês terem uma ideia, o primeiro irmão Anthony, nasceu em 1784, o último irmão, a Hyacinth, nasceu em 1803, existe ai quase 20 anos de diferença. O primeiro livro, que é da irmã Daphne, passa em aproximadamente 1813/1814 , nessa época Hyacint está com 10/11 anos. Você se depara com os irmãos mais novos, ainda crianças, aprontando. E Gregory que foi o último a casar, foi casar lá pra 1827/1828, nessa época Daphne já estava casada a quase 15 anos!! É muito legal ver como tempo vai passando pelos livros e os personagens vão mudando. E como é dividido em 8 livros, você nem percebe isso.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - United Week - Série de Livros: Os Bridgertons

Infelizmente eu não consigo dizer exatamente qual livro eu mais gostei, ou qual personagem (ok, eu amo a mãe dos irmãos HAHA).

Enfim! Eu recomendo esses livros para quem quer espairecer, ler um romance bem leve e gostoso. E principalmente quer uma história que se estenda por uma certa quantidade de livros. Ou então para quem gosta de romance de época e gosta de observar os hábitos do século 18/19. A autora teve um cuidado todo especial e fazer o mais fiel possível.

Enfim! Acho que já falei demais, não vou me aprofundar em cada livro. Me digam: já leram os livros? Não? Se interessaram?

Este post faz parte do projeto United Week - United Blogs

2 thoughts on “United Week – Série de Livros: Os Bridgertons

    1. O Príncipe dos Canalhas é da Loreta Chase haha. Mas segue o mesmo estilo, a maior diferença é que a Loreta tem uma escrita mais irônica e com personagens não tão presas as normas da sociedade.
      Esse livro foi minha porta para narrativa de monarquia HAHA, depois disso não parei mais. Vale a pena tirar um tempinho pra ler.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *